28 de junho de 2010

O QUE É ANTI-SEMITISMO?

Fonte: Mundo Educação / Info Escola - Internet



Anti-semitismo é a ideologia de aversão cultural, étnica e social aos judeus. O termo foi utilizado pela primeira vez pelo escritor anti-semita Wilhelm Marr, em 1873, surgindo como uma forma de eufemizar a palavra alemã "Judenhass", que significava “ódio aos judeus”. Ao pé da letra, o termo “anti-semita” é errôneo, visto que os árabes também são“semitas”, descendentes de Sem, filho de Noé. No entanto, a palavra se refere unicamente ao povo judeu. Desde o fim do século XI, os judeus eram segregados na Alemanha, embora o anti-semitismo em si tenha surgido a partir da década de 1870.

Durante anos, foi criado na Alemanha, no entanto em uma intensidade menor, o sentimento de que os judeus eram os responsáveis pelos males ocorridos no país. O diplomata, escritor e filósofo francês Arthur de Gobineau, um dos maiores teóricos do racismo, afirmava que os judeus eram inferiores aos arianos, tanto moral quanto fisicamente. Essa ideologia encontrou seu ponto máximo no nazismo. Em seu livro “Mein Kamff”, Adolf Hitler traçou o perfil dos judeus: um povo parasita, incorporado ao organismo de outros povos. Segundo ele, eram um povo explorador, que vivia do trabalho dos outros e da exploração econômica, visando apenas o lucro, nunca o bem da comunidade.

A forte e eficiente propaganda nazista fez com que a população alemã tomasse ódio pelos judeus, assim, as pessoas foram convencidas de que eliminá-los era conveniente para a nação. Como consequência de uma ideologia bem trabalhada, todas as tensões sociais eram canalizadas para a questão anti-semita.

Em 1933, foi aprovada uma lei que deixava os judeus fora da proteção da legislação. Dessa forma, os mesmos passaram a ser presos de forma legal e confinados em campos de concentração sem nenhum motivo. No fim da Segunda Guerra Mundial, cerca de 6 milhões de judeus (dois terços da população da Europa) haviam sido mortos.




O anti-semitismo é uma forma de hostilizar judeus e árabes, sem nenhum motivo a não ser o ódio, principalmente contra os judeus, cujo termo semita foi criado especialmente para se referir a eles.
No decorrer da história, os perseguidos foram tratados de diferentes formas, nas diferentes épocas: no Mundo Antigo, na Idade Média e nos Tempo Modernos.
No Mundo Antigo, eram tratados com frieza. Os gregos, os romanos e os babilônios queriam impor seu domínio, seu idealismo e seus valores, como culto ao homem e seus tributos físicos aos prazeres mundanos. Eles tentaram expulsar Deus da vida dos judeus, proibindo-os de praticar seus cultos religiosos e até destruindo alguns de seus templos.

Na Idade Média, a Igreja Católica, através das Cruzadas (primeira grande manifestação do anti-semitismo medieval), e a inquisição foram as maiores patrocinadoras desse profundo ódio e total intolerância aos judeus. Elas queriam impor seus ideais e suas crenças como a única opção entre viver ou morrer ( na fogueira foram queimados volumes de livros sagrados e milhares de judeus perseguidos foram jogados às chamas, assistidos pelo povo, que testemunhava esse ato de crueldade). A Igreja acreditava que eles eram responsáveis pela morte de Jesus Cristo.

Em Tempos Modernos, o anti-semitismo só apareceu a partir do século XIX, junto aos ideais nazistas. O Nazismo, que abraçou a Alemanha e levou multidões ao desejo fanático e insaciável de criar uma “raça pura” movidas pelas idéias de um único homem, Adolf Hittler, que foi capaz de exterminar milhões de judeus, além de negros, ciganos,etc. Mas só a morte não era o bastante. Antes de matá-los, os nazistas os torturavam ao longo dos infinitos corredores da morte, entre o caminho que os levava dos vagões de trem até os campos de concentração, às filas para o banho (câmaras de gás) e às experiências jamais imaginadas por um ser humano que outro ser humano fosse capaz de realizar com seus semelhantes.

8 comentários:

Anônimo disse...

parabés pelo blog, muita informação boa.

eu usei este blog para fazer meu trabalho sobre a história de Israel.
abç,
Priscilla

Anônimo disse...

O antisemitismo não tém razão de ser, porque no principio todos somos filhos do mesmo pai, que foi Adão. Todo mundo é filho de Adão, de Abraão, de Isaac, de Jacob. Todo mundo é filho de Deus. Somos todos uma só raça, a raça humana, as diferenças são apenas acidentais ou culturais. No principio era um só povo que se fragmentou em muitos povos. No principio era uma só religião que se fragmentou em muitos cultos. O Deus criador de tudo e de todos ainda é e sempre foi e sempre será.
Deus não sessa de criar, de dar a vida, em todos os povos.
Toda pessoa que nasce, nasce porque Deus lhe deu a vida: somos todos irmãos em Adão, em Moisés, em Abraão, em Deus.

Graziella disse...

Esclarecedor o texto e os comentários muito oportunos. Somos todos um , incrivelmente trágico como o homem se destrói por vãns filosofias vindas de onde afinal? por que? pra que? Quero acreditar que a humanidade caminha para o bom senso.

Thiago disse...

Olá, gostaria de esclarecer uma dúvida minha, porque Hittler denominou os Judeus de "povo parasita, explorador de outros povos, que visavam apenas os lucros e não o bem da sociedade". Gostaria de saber quais os detalhes específicos, se possível com exemplos dessas práticas, para ficar claro pra mim, se hittler tirou essa ideia do nada ou se tinha algum embasamento mesmo de fato.
Abraços

Anônimo disse...

Gostei muito do blog, tirei nove em meu trabalho, muitas informaçoes boas e que me
Ajudaram muito.
Vlw...
So acho que deveriam introduzir mais imagens #ficaadica.

Anônimo disse...

O fato é que ninguém é conhecedor da verdade, para simplesmente dizer que a religião do outro é errônea, é enganosa como é no Islamismo entre Sunitas e Xiitas no mundo árabe, sou da religião católica mas não tenho nada contra as outras...

Unknown disse...

Muito esclarecedor.Deus o abençoe meu irmão,pois sabemos que todos somos filhos do Deus único e Fiel.

Anônimo disse...

É verdade que todos viemos do primeiro Adão, mas, a questão é a escolha, "filho de Deus" é só aquele que faz a vontade de Deus Mat 12:50
Agora, tem muitos que perderam a imagem e semelhança de Deus por se desviar do seu caminho, deixando se levar pelas suas próprias concupiscência, exemplo disso é a palavra do semeador Mat 13, tem pessoas que seus corações são tomado pelo maligno, porém, "se ao madeiro verde se fazem isto, que se fará ao seco? Luc 23:31.
Deus abençoe a todos e que a misericórdia de Deus seja como luz para nossos entendimentos...